Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Governador empossa gestores das Escolas de Tempo Integral

Por: Phillipe Gomes - 13/03/2017 - 15:09

Foto: Erich Macias

O governador Waldez Góes deu posse na tarde desta sexta-feira, 10, no Palácio do Setentrião, aos gestores, adjuntos e secretários das Escolas de Tempo Integral. Ao todo foram empossados 15 servidores da educação que atuarão em 7 escolas do governo do Estado.

O chefe do Executivo destacou as ações da Secretaria de Estado da Educação (Seed) para o ano letivo de 2017 e pontuou os avanços educacionais com a adesão do Programa Nacional de Fomento à Implementação. Segundo o governador, a implantação da Escola de Tempo Integral vai fortalecer o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes e melhorar a qualidade da educação do Amapá.

“O grande diferencial dessas escolas é que elas vão oferecer aos alunos estudos orientados, avaliações semanais, trabalhos com disciplinas eletivas e práticas laboratoriais. A formação desses jovens contribuirá diretamente para o desenvolvimento do Amapá e do Brasil”, pontuou Waldez Góes que anunciou visita às escolas.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, ressaltou a importância dos gestores selecionados por meio de processo específico. De acordo com ela, todos os servidores que fazem parte das Escolas em Tempo Integral passaram por capacitações e orientações.

"Estamos seguindo a orientação do governador Waldez Góes de fazer gestão e política pública para o povo. A intenção é garantir o sucesso desse projeto para que ele tenha continuidade em qualquer administração. Montamos uma equipe de implantação que foi capacitada para contribuir definitivamente de forma positiva desse grande projeto. Vamos trabalhar", declarou a secretária de Estado.

O diretor da Escola Estadual Alberto Santos Dumont, Jailson Soares, tem mais de 20 anos de experiência na área educacional no Amapá e garantiu que o novo sistema de ensino será a grande porta para a formação de grandes cidadãos.

Empossado pelo governador, o professor de geografia garantiu que vai priorizar os projetos sociais para integrar os jovens as disciplinas ministradas pelos professores. "Vamos trabalhar para cotidianamente gerarmos resultados positivos. O Amapá vive um momento histórico e vamos fazer uma gestão diferenciada dentro da escola", destacou.

Em média, 1,3 mil alunos deverão ser contemplados nessa primeira fase do programa, que foi instituído pela Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro deste ano, e pela Portaria do MEC nº 1.145, de 10 de outubro.

As escolas que foram selecionadas pelo Ministério da Educação (MEC) ficam localizadas em Macapá e em Santana e são as seguintes: Colégio Amapaense, José Firmo do Nascimento, Maria do Carmo Viana dos Anjos, Raimunda Virgolino e Tiradentes. Alberto Santos Dumont, Augusto Antunes e Elizabeth Picanço Esteves, em Santana.