Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Comunidades educacionais realizam etapa local em preparação à Coneei

Por: Wellington Costa - 09/03/2017 - 16:14

Foto: Sem Autor da Midia

Educadores, professores, estudantes, lideranças indígenas, entidades educacionais entre outros, estarão reunidos a partir desta sexta, 10, durante a primeira etapa de discussões preparatórias para a II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena (Coneei). A programação será desenvolvida na Aldeia Manga, em Oiapoque, e tem a frente o Núcleo de Educação Indígena da Secretaria de Estado da Educação (Seed).

O objetivo dos encontros locais é o de fortalecer o protagonismo e a autonomia indígena dentro do projeto de educação escolar desenvolvido nas aldeias de abrangência da Seed. Das discussões resultará um documento elencando 25 estratégias que será apresentado na etapa regional.

As próximas etapas já foram definidas. No período de 16 a 18 de março as discussões serão na Aldeia Bona, no município de Almeirim (PA); de 23 e 29 de março, mais um encontro será promovido, dessa vez na Aldeia Aramirã, em Pedra Branca do Amaparí; e a última etapa local será no período de 4 a 6 de abril, na Aldeia Missão Tiriyó, no município de Óbidos (PA). A Conferência Regional de Educação Escolar Indígena do Amapá e Norte do Pará será realizada em agosto, em Macapá.

 

II Coneei

A II Coneei terá como tema “O Sistema Nacional de Educação e a Educação Escolar Indígena: regime de colaboração, participação e autonomia dos Povos Indígenas”. A Conferência está organizada em três etapas: Conferências nas Comunidades Educativas Indígenas; Conferências Regionais, que devem ocorrer até agosto de 2017, e Conferência Nacional, marcada para novembro deste ano, em Brasília (DF), que reunirá cerca de 800 delegados, sendo 560 delegados (as) indígenas e 240 delegados (as) institucionais, representantes do governo e da sociedade civil.

Entre os objetivos da Coneei estão avaliar os avanços, impasses e desafios da educação escolar indígena, a partir da I Conferência, construir propostas para consolidação da Política Nacional de Educação Escolar Indígena e reafirmar o direito a uma educação indígena específica, diferenciada e bilíngue/multilíngue.

As discussões estão pautadas em cinco eixos centrais: I – Organização e Gestão da Educação Escolar Indígena; II – Práticas Pedagógicas Diferenciadas na Educação Escolar Indígena; III – Formação e Valorização dos Professores Indígenas; IV – Políticas de Atendimento à Educação Escolar Indígena na Educação Básica; V – Ensino Superior e Povos Indígenas.