Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Cabeamento para vigilância monitorada é instalado em 78 escolas

Por: Wellington Costa - 09/02/2017 - 11:51

Foto: Sem Autor da Midia

Sistema será interligado ao Ciodes e vai monitorar 134 escolas do Estado

O trabalho de cabeamento para instalação dos circuitos de vigilância monitorada foi concluído em 78 escolas da rede estadual de ensino. O sistema será instalado em 134 escolas do Estado que funcionam na área urbana de Macapá e Santana. A prioridade é para os colégios que terão o Ensino Médio em Tempo Integral e os de maior vulnerabilidade, apontados por um estudo feito pela Polícia Militar.

A primeira escola a ter o sistema instalado foi a Rodoval Borges, no bairro Fonte Nova, em Santana. A escola teve oito intrusões no último semestre. Cada escola contará com circuitos de câmeras, de alarmes e de TV, além de cobertura de seguro patrimonial, manutenção e monitoramento 24 horas. O sistema será interligado ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes), que também acompanhará em tempo real o que estará acontecendo nas unidades escolares.

“Temos cerca de 100 técnicos em campo se revezando nos três turnos para que todas as 134 escolas estejam com o sistema de vigilância instalado antes do final do mês de fevereiro”, reforçou Celson Miranda, gerente técnico da Ativa System.

As câmeras e alarmes serão os últimos equipamentos a serem instalados. A partir daí, a empresa prestadora do serviço vai iniciar os testes antes de homologar o funcionamento. Além da Central de Monitoramento em Macapá, uma base será montada em Santana para atender com maior agilidade às demandas dos colégios do município. As duas centrais estarão sendo monitoradas por uma centra da empresa, em São Paulo (SP).

O contrato de vigilância monitorada tem duração de um ano podendo ser prorrogado por até 60 meses. Além das 134 escolas iniciais que receberão os kits, é previsto em contrato a possibilidade de até 300 unidades escolares do Estado tenham a vigilância monitorada.

A empresa Ativa System Brasil, do Grupo Ferreira Souza, é a responsável pela prestação do serviço. A empresa monitora pouco mais de 200 escolas no estado da Paraíba desde 2013. Para o Amapá, a empresa ofertou ainda, a custo zero para o Estado, outras duas ferramentas tecnológicas de acionamento de emergências.