Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 Arquivo de Notícias


O governador Camilo Capiberibe nomeia nesta quarta-feira, 8, mais 416 profissionais da Educação, aprovados no concurso público da Secretaria de Estado da Educação (Seed), em 2012. A cerimônia acontece no Teatro das Bacabeiras, a partir das 9h.


Será a terceira chamada do certame. As nomeações abrangem os cargos de Professor (Artes, Biologia, Ciências, Educação Especial, Educação Física, Língua Portuguesa, Literatura, Língua Francesa, Matemática, Química e Sociologia), Pedagogo, Especialista em Educação (Fisioterapeuta) e Auxiliar Educacional em Administração.


O concurso ofereceu 1.492 vagas para cargos em níveis superior e médio, com salários de R$ 2.643,08 e R$ 1.110,09, respectivamente.


De acordo com o secretário de estado da Administração, Agnaldo Balieiro, os empossados deverão suprir as carências existentes em vários municípios do Estado como, Macapá, Santana, Mazagão, Laranjal do Jari, Vitória do Jari, Porto Grande, Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari e Itaubal do Piririm.


A entrega do Termo de Posse dos profissionais será na Secretaria de Estado da Administração (Sead), no período de 13 a 16 de janeiro, nos horários de 8h às 11h30 e de 14h às 17h30, obedecendo cronograma postado no site www.sead.ap.gov.br.


Após a posse, os profissionais serão lotados em escolas nos municípios para os quais concorreram ao certame, já disponibilizados para atuar no ano letivo de 2014.


Rodolfo Santos/Sead


 



Elaborada por uma comissão instituída pela secretária de Estado da Educação, Elda Araújo, a proposta do calendário escolar 2014 já está pronta e aguarda apenas pela aprovação do Conselho Estadual de Educação.


O parecer final deve sair a qualquer momento, definindo oficialmente a data do início do ano letivo. As escolas que entraram em greve no ano passado iniciam um pouco atrasadas, mas equilibram as datas no decorrer do ano.


De acordo com a proposta elaborada, o ano letivo de 2014 para as escolas que não entraram em greve, já inicia no dia 10 de fevereiro, com término previsto para o dia 5 de janeiro de 2015. Para aquelas que entraram em greve, as aulas começam no dia 10 de março e encerram no dia 26/01/2015.


O calendário escolar 2014 terá 200 dias letivos, com uma margem variável de dois a três dias. Para as escolas não grevistas, o primeiro bimestre vai do dia 10 de fevereiro a 30 de abril, com 60 dias letivos. As demais começam no dia 10 de março com término em 30/04, com um total de 40 dias de aula.


No segundo bimestre, as datas equilibram o calendário e as aulas seguem do dia 2 de maio a 30 de junho, com 47 dias letivos. "As férias de julho estão garantidas para todos os alunos", frisou a professora Darcy Corrêa, chefe da Unidade de Tradução de Documentos Escolares (Utrade).


Nos três dias em que a Seleção Brasileira entra em campo pelos jogos da Copa do Mundo 12, 17 e 23 de junho, respectivamente, não haverá aula. Os dias foram contemplados como facultativos no calendário escolar.


No segundo semestre, para todas as instituições de ensino, o terceiro bimestre vai do dia 8 de agosto a 14 de outubro, com 62 dias letivos. Da mesma forma, o quarto bimestre inicia em 16/10, mas o término vai ter variações. Para as escolas que tiveram aulas normalmente, o ano letivo acaba mais cedo, no dia 13 dezembro, já incluindo o processo de recuperação. Para as demais escolas, a conclusão do ano letivo acontece somente no dia 26 de janeiro.


Aluna do 10º ano da Escola Estadual Tiradentes, Fabíola Nunes ficou confusa quando pegou o ônibus, na manhã desta quinta-feira, 19, e constatou que o cartão de meia-passagem estava abastecido com 50 créditos. Moradora do bairro Congós, na Zona Sul de Macapá, ela saiu de casa contando com apenas duas passagens, mas teve a grata surpresa. "Tomei um susto quando vi. Eu tinha crédito só para ir e voltar", contou a jovem estudante.


A explicação veio quando ela chegou em sua escola e encontrou o governador do Amapá, que estava testando o cartão do Passe Social Estudantil e lhe esclareceu a dúvida, informando que os 48 novos créditos eram provenientes do novo programa. "O governo fez ontem [quarta-feira, 18] o depósito do valor de R$ 500 mil na conta do Setap [Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá], que garante a gratuidade no ônibus para os alunos que atendem aos critérios do Passe Social Estudantil. Por isso, nesta manhã, esses estudantes já estão com seus cartões abastecidos", explicou o governador.


Beneficiária do Bolsa Família – um dos critérios para ter direito ao Passe Social Estudantil –, Fabíola é uma dos dez mil estudantes carentes que, a partir desta quinta, terão seus cartões recarregados com 48 créditos a cada 30 dias. "O lado bom é que agora nem precisaremos mais entrar em fila para comprar meia-passagem. Estou muito feliz. Agora não preciso mais pagar pra chegar na aula", comemorou Fabíola.


A presença do governador na Escola Tiradentes marcou o ato simbólico do início do benefício. A nova lei que garante a gratuidade no transporte coletivo a estudantes carentes do ensino público foi sancionada na última terça-feira, 17, pelo governador Camilo Capiberibe.


Como determina a nova lei, estudantes de instituições públicas dos níveis fundamental, médio e superior que, a exemplo de Fabíola, pagavam a meia-passagem, agora têm direito à tarifa zero. A outra metade, que antes era paga por esses estudantes – valor que corresponde a R$ 500 mil mensais –, será custeada da seguinte forma: o governo pagará 2/3 do total e a prefeitura garantirá 1/3 da conta. Para levantar esses recursos, a nova lei criou o Fundo Estadual para o Passe Social Estudantil – que será vinculado à Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (SIMS).


O governador lembrou que a decisão é uma resposta às reivindicações do movimento "Vem pra Rua", que, no mês de junho, levou milhões de brasileiros em todo o país a protestarem e reivindicarem melhorias em quase todos os setores da administração pública, em especial com relação à mobilidade urbana.


"É uma reivindicação de várias gerações estudantis que começamos a atender. Vamos iniciar com quem mais precisa e articular uma forma de estender esse benefício a mais estudantes. O importante é que, nesse momento, quem mais precisa não vai mais pagar transporte para estudar, recebendo maiores oportunidades de progredir nos estudos", assegurou o governador.


De autoria do Governo Estadual e da Prefeitura de Macapá, a lei que regulamenta o Passe Social Estudantil foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa. Inicialmente, dez mil beneficiários serão atingidos. A medida vale para as linhas que trafegam na capital e no trecho Macapá/Santana. Os beneficiários do Passe Social Estudantil devem estar cadastrados no Renda para Viver Melhor, Bolsa Família, Onda Jovem e Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).


Mais informações aqui: www.pse.ap.gov.br


Elder de Abreu/Secom

O Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual do Amapá (CAP) promoveu na manhã desta sexta-feira, 13, nas dependências da própria instituição, uma vasta programação alusiva ao Dia do Deficiente Visual e aniversário de 12 anos do Centro.


Diariamente, o CAP atende cerca de 20 pessoas com deficiência visual e conta com uma equipe técnica composta por 21 professores. A gerente do Núcleo de Educação Especial, Lúcia Valente, disse que o governo vem fazendo o possível e o melhor para o aluno com deficiência visual, por isso a importância dessa data.


"O CAP tem um papel fundamental na formação dos professores que trabalham com alunos com deficiência visual nas escolas públicas do Estado. Se não fosse esse Centro, muitos docentes estariam perdidos", enfatizou a gerente.


De acordo com a diretora do CAP, Zenaide Costa, essa atividade foi pensada em virtude de no 13 de dezembro se comemorar o Dia da Pessoa com Deficiência Visual e, ao mesmo tempo, ser aniversário do Centro. "Precisamos incentivar as pessoas a vir participar e aprender com os técnicos a inclusão social, que é possível no nosso Estado", explicou.


A aluna Antônia da Silva agradeceu a todos do Centro que lhe acolheram e ao seu filho. "Antes de o meu filho Lucas nascer, o CAP já existia em minha vida e depois do nascimento dele os professores me ajudaram muito a entender a realidade das pessoas com deficiência visual. Hoje meu filho frequenta o Centro e eu aprendi a lidar com a deficiência com a qual ele nasceu", contou a mãe.


CAP


O CAP, criado pelo Decreto nº 3711, de 29 de novembro de 2001, constitui-se em uma unidade de serviços de apoio pedagógico aos deficientes visuais e complementação didático-pedagógica ao sistema de ensino.


O Centro é importante para a integração do deficiente, pois trabalha com educação em braile, tecnologias, hidroginástica, massoterapia, como incentivo à inclusão. O CAP é composto por quatro divisões: Núcleo de Produção Braile, Núcleo Didático Pedagógico, Núcleo de Convivência e Núcleo de Tecnologia.


A Secretaria de Estado da Educação (Seed) realiza no período de 11 a 13, na Escola Estadual Gabriel de Almeida Café, um encontro para discutir a proposta curricular para a rede estadual de ensino.


O primeiro dia do encontro foi destinado aos professores do ensino fundamental I, que discutiram as identidades das disciplinas da matriz curricular. A partir dessa construção, os docentes terão uma visão geral do que a disciplina atende e de que forma eles podem trabalhar em sala de aula.


A gerente do Núcleo Técnico Pedagógico, Raíra Pontes, enfatiza que os técnicos da Seed se reúnem com os professores desde 2012. "A partir de 2014, pretendemos estender para os demais municípios do Estado. Os alunos também vão participar dessas discutições onde, em 2014, o ano letivo terá três dias a mais, porque as escolas irão parar por três dias para discutir a proposta curricular", destacou.


O objetivo é envolver toda a comunidade escolar na construção da proposta curricular, visando à melhoria da qualidade do ensino ministrado nas escolas públicas. Com isso, os professores passarão a ter noção do que deve ser feito em sala de aula.


O professor de geografia, Antônio Carlos Mota, disse que há muito tempo não se discute a proposta curricular no Amapá. "Nesse momento, estamos tendo a oportunidade de rediscutir a proposta. A educação é um processo contínuo e hoje estamos tento a oportunidade de participar desse processo, pois teremos a chance de descobrir como atender nosso público, diante da nossa realidade e dessas novas gerações", afirmou.


O encontro aborda os eixos norteadores de cada disciplina, onde serão mapeados e descritos o que cada disciplina objetiva, tendo em vista a função de cada matéria dentro da grade curricular.


De acordo com a secretária adjunta de Educação, Lúcia Furlan, as discussões de hoje serão embasadas no que foi tratado há dez anos. "Em dez anos à sociedade mudou muito e nessa discussão cada professor irá socializar suas vivências, em conformidade com as nossas identidades, uma vez que hoje as formas dos alunos aprenderem são bem diferentes, e esse é o grande desafio, além dos componentes curriculares", pontuou a gestora.


Nesta quinta-feira, 12, será a vez dos professores do ensino fundamental II e na sexta-feira, 13, do ensino médio. Com a proposta curricular terminada, os professores terão embasamento para nortear seus trabalhos em sala de aula e melhorar a sua relação com o aluno, vislumbrando um processo de ensino aprendizagem bem melhor.



O Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), promoverá na terça-feira, 3, no Teatro das Bacabeiras, a partir das 8h, a premiação das escolas vencedoras do Prêmio de Referência em Gestão Escolar 2013. Está sendo investido R$ 1.274.500,00, de cujo o montante de R$ 1.187.000,00 é para o pagamento do abono salarial dos professores das instituições campeãs.


O prêmio teve como objetivo estimular o desenvolvimento da gestão democrática e eficaz na escola, com foco no compromisso com o ensino, aprendizagem e resultados das avaliações externas.


Para isso, foi implantado um modelo de gestão focado na excelência de resultados, desenvolvendo a cultura de autoavaliação da gestão escolar, o que valoriza e destaca as escolas através da competência de sua gestão e por iniciativas e experiências inovadoras e bem-sucedidas.


As escolas passaram pela inscrição on-line, seguindo todo um critério de identificação, plano de ação, autoavaliação com a comunidade, texto de apresentação do projeto desenvolvido pela escola com ano-base 2012 e o índice escolar. Através desses critérios, foram avaliadas 59 escolas, onde 15 foram classificadas por tipologia (quantidade de aluno matriculado ano-base 2012), 1º, 2º e 3º lugares.


A escola pública classificada em 1º lugar receberá o valor de R$ 10 mil; 2º e 3º lugares receberão os valores de R$ 5 mil  e R$ 2,5 mil, respectivamente. Os servidores lotados na escola pública classificada em 1º lugar, no mês subsequente à entrega da premiação, receberão em parcela única um abono salarial, que corresponde a 15% sobre o vencimento base.


Serão concedidos, no âmbito estadual, os seguintes diplomas:


Escola "Destaque Estadual 2013" para os 2º e 3º lugares do Estado


Escola "Referência Estadual 2013" para o 1º lugar do Estado


Gestores "Liderança Estadual em Gestão Escolar 2013"


Gestores "Gestor Referência Estadual 2013"


Adryany Magalhaes/Seed



A Secretaria de Estado da Educação(Seed) realizou nesta terça, 28, um encontro com gestores e coordenadores para tratar sobre a Conferência Infanto Juvenil Pelo Meio Ambiente. Durante o evento foram tratadas problemáticas como organização, divisão e participação dentro da Conferência.


A Conferência iniciou com a etapa nas escolas, onde estudantes, professores e comunidade reúnem-se para dialogar sobre como transformar a escola num espaço sustentável, debatendo e desenvolvendo projetos de ação para as problemáticas encontradas através das pesquisas de campo. Essa etapa deve ser realizada até dia 31 de agosto. Após a etapa nas escolas, acontece a municipal, onde as escolas irão apresentar e debater seus projetos de ação escolhidos nas Conferências nas Escolas.


"É muito importante a participação de todos os setores e segmentos nessa Conferência. Falar de meio ambiente vem sendo cada vez mais importante, é um dever nosso como educadores trabalhar o meio ambiente dentro da nossa realidade, e mostrar a capacidade de nossos estudantes em desenvolver projetos que beneficiam a comunidade como todo", afirma Sara Mercês, Presidente do Fórum Estadual  da Conferência do Meio Ambiente


A etapa Estadual é o encontro dos delegados e delegadas eleitas nas etapas anteriores pela comissão organizadora estadual e coletivos jovens. Estes delegados escolherão quatro projetos dentre os projetos apresentados, que considerem mais importante, e que possam ser realizados, um para cada subtema, Terra, Água, Fogo e Ar.


Rubia Duarte/Seed